Boa Esperança proíbe pulverização aérea de agrotóxicos por aeronaves

Boa Esperança proíbe pulverização aérea de agrotóxicos por aeronaves

Boa Esperança proíbe pulverização aérea de agrotóxicos por aeronaves

Foi sancionada a Lei 1.649/2017 que proíbe a pulverização aérea com agrotóxicos em todo território do município. O Projeto de Lei foi de iniciativa Popular, foi votado e aprovado por unanimidade por todos os Vereadores, na Sessão Ordinária de 6 de dezembro do ano em curso.


O Presidente da Câmara em um gesto sensato de forma democrática e usando da faculdade prevista no Regimento Interno, após consultar os demais Vereadores, oportunizou antes do início da discussão do Projeto, o uso da tribuna pelo Padre Romário, pelo representante do Ministério da Agricultura e representante da empresa Aero Verde. Em seguida os Vereadores José Dionizio da Paz, Josil Gilberto Sangiorgio, Cleides, Cloves, Xavier, fizeram o uso da tribuna para defenderem a aprovação do Projeto. O Vereador Josil e Zé da Paz, afirmaram que o Projeto foi de forma sistemática estudado nas Comissões Permanentes da Câmara, e ficaram frustrados devido ao fato que convidaram por duas vezes, representantes do Governo (Idaf, Incaper e Iema) para participarem de reunião e os mesmos não compareceram, e estão os ofícios arquivados na Câmara.


O Presidente Marcos, fez o uso da tribuna para agradecer a presença da sociedade, que se fez presente com mais de 200 pessoas durante toda a Sessão, agradeceu ao Padre Romário, ao representante do Ministério da Agricultura e ao representante da Aero Verde, elogiou o trabalho dos Vereadores durante o estudo do Projeto. Finalizou dizendo, “estamos trabalhando com responsabilidade na Câmara, observando e respeitando as leis.” 


Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.